Contos de Virgens: A filha da empregada inocente

Contos de Virgens: A filha da empregada inocente

Gosta de contos eróticos e contos de virgens? Nosso site tem muitos contos de sexo, contos HOT, contos adultos, contos picantes, contos lésbicos, histórias eróticas e de sexo, relatos verídicos de pessoas reais e confissões sobre pornografia e sexo, enfim, tem contos eróticos e histórias para todos os gostos, e se você também tem seu próprio conto ou gosta de escrever suas próprias aventuras eróticas pode nos enviar que será postada aqui no site junto com esta e as outras.

Para enviar seu conto erótico, relato sexual ou história picante acesse essa página e ENVIE SEU CONTO. Iremos postar seu conto aqui no site.


 
 

Meu nome é Antony tenho 34 anos, 1,74 sou moreno, cabelo liso e tenho os olhos castanhos, ja a algum tempo a filha da minha empregada foi passar as férias na minha casa, quando ela chegou, meu deus!!

Linda, ela tinha na época 16 aninhos era virgem e acho que nunca tinha sido tocada, mas quando ela me abraçou quando sua mãe (a empregada) nos apresentou, eu fiquei louco… Ela tinha um cheiro que me dava muito tesão eu fiquei com vontade de fuder ela ali mesmo.

Na hora da janta ela ficou me olhando de um jeito que estava me deixando maluco, então esperei todos dormir e fui até seu quarto, levei uma corda e um chicote, amarrei suas mãos e pés e comecei a chupar a bucetinha dela, ela gemia baixinho e chorava pois acho que ninguém nunca tinha colocado a boca naquela buceta, com um pouco de força virei ela de costas e comecei a dar chicotadas na bunda da menina que chorava e gemia ao mesmo tempo, coloquei a corda em seu pescoço e apertei pra que ela sentisse que eu estava no comando, eu batia e acariciava ela com minhas mãos quentes e grossas apertava seu pescoço e descia pelas costas ela gemia muito e meio sem saber o que estava acontecendo ela estava gostando eu via nos seus olhos, botei ela de frente com as pernas abertas para que olhasse eu fudendo sua buceta, comecei a passar a ponta da piroca no grelo e nos lábios de sua buceta e bem devagar enfiei tudo dentro daquela buceta linda e cheirosa, depois de algum tempo fudendo aquela menina linda ela começou a se tremer e falou que estava sentindo algo muito forte e com a voz mais linda que ja tinha ouvido, ela falava:



-O que vc fez comigo?

-Pq estou sentindo tanto prazer?

E eu falei pra ela ficar quieta e gozar a minha piroca toda que eu ia gozar junto com ela e beijei ela bem gostoso apertando seu peito macio e assim ela gozou tanto que virava os olhos e se contorcia toda não perdi tempo e gozei tudo dentro dela pra que ela sentisse meu leite quente dentro da xota, quando acabou ela me olhou e falou que foi a melhor sensação que ela ja sentiu na vida! Fodi ela durante todas as suas férias e fodo até hoje, como da primeira vez, todas as vezes são perfeitas.


Gostou desse conto erótico de virgens? Comenta e compartilha ai…

Autor: Antony 10


Anonymus 69

Nada a declarar, somente a mostrar, siga-me e não vai se arrepender.

Você pode gostar também de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 3 =